Transtorno Borderline: Avaliação e Identificação e Tratamento do Transtorno de Personalidade Limítrofe

Na avaliação, evolução e no diagnóstico do transtorno borderline deve-se considerar os aspectos específicos desse transtorno e de seu tratamento. Dessa forma nesse transtorno de personalidade temos:

Deve-se considerar uma classificação evolutiva entre duas apresentações de Borderline:

1. – Estados borderline aparentemente bem adaptados, que geralmente não procuram ajuda especializada;


2. – Síndrome borderline, com sintomas de depressão de abandono, fixação oral e medo ou preocupação obsessiva de abandonado.

Numa avaliação do transtorno borderline ou também denominado transtorno limítrofe deve ser considerado cinco áreas a saber:

1. – A adaptação social: aparentemente sem dificuldades;


2. – Impulsos e ações: atitudes impulsivas, drogadição, álcool, auto-agressão, promiscuidade, bulimia;


3. – Afetividade: depressão, raiva, ansiedade e desespero;


4. – Eventuais surtos psicóticos: normalmente breves, reativos e pouco severos;


5. – Relações interpessoais: não suportam a solidão e o abandono, necessitam do outro em tempo integral, a todo o momento, são francamente dependentes, masoquistas e manipuladores.

Veja mais sobre transtorno borderline, personalidade limítrofe, transtornos psiquiátricos e transtornos psicológicos acessando estas categorias no site ou clicando nos links desta página

  1. 37 Responses to “Transtorno Borderline: Avaliação e Identificação e Tratamento do Transtorno de Personalidade Limítrofe”

  2. GOSTARIA MUITO DE TER MAIS CONHECIMENTO COMO PODE-SE INTERRELACIONAR COM PESSOAS DIAGNOSTICADAS COM “SINDROME BORDERLINE”. TENHO CONTACTO COM O PAI DOS MEUS FILHOS E NECESSITO TER MAIS AJUDA COMO ME RELACIONAR MELHOR COM O INDIVIDUO CITADO ACIMA.
    DESDE JA AGRADECO AS “DICAS”.
    SINCERAMENTE E, ESPERANDO RESPOSTA.

    By Marlene on May 25, 2009

  3. ASSIM COM A Sa. MARLENE TB PRECISO DE MUITAS INFORMÃÇÕES E SABER SE EXISTE ALGUM TRATAMENTO, POR FAVOR ALGUÉM ME AJUDE

    WOLF

    By WOLF MELO on May 28, 2009

  4. Bom,tenho esse transtorno e realmente nao sei o q fazer.Eu praticamente nao tenho amigos,quando consigo,eles se afastam,nao conversam mais comigo.
    O que eu faço??

    By Amhália on Jun 14, 2009

  5. Minha irmã tem 29 anos e desde a adolescência percebo nela alterações súbitas de humor e extrema capacidade de manipulação. De um ano para cá ela piorou muito, pois está sempre sentindo-se perseguida, vitimada, sozinha, e para manter essa auto-imagem, procura influenciar uma amiga, por quem está afixionada, a crer que eu e minha mãe não damos atenção e carinho a ela. Tem mudanças bruscas de temperamneto quando está no convívio mais íntimo, porém com as pessoas de fora, parece um anjo e nós os malvados… Manipula o marido e tem obcessão por doenças, qualquer espirro dos filhos é motivo para ir ao hospital… Mas ao mesmo tempo, em contrapartida a esse zêlo materno intenso, bate muito nos filhos. E tem a capacidade de argumentar muito e convencer qualquer um das suas “histórias” . Por favor, me ajudem, será que ela se enquadra no transtorno bordeline? E se for esse o caso como convencê-la da necessidade do tratamento?
    Mais uma coisa, quando ela tinha 1 ano e meio ela teve entre a vida e a morte devido a um quadro de encefalite aguda, aparentemente não houveram sequelas, isso pode ter alguma relação com a síndrome?
    Muito obrigada pela ajuda que vocês puderem me dispensar.

    By leila on Aug 4, 2009

  6. Acho ainda muito confuso diagnosticar essa síndrome. preciso de mais ajuda. obrigado. josé carlos

    By José Carlos on Dec 7, 2009

  7. Gostaria muito de uma ajuda, meu marido tem mudanças de humor muito frequente, um dia ele me diz empolgadamente que uma coisa, e no dia seguinte quando lhe peço algo seu humor já se alterou, fica nervoso, fazendo caras e bocas e irritado. Um dia ele está super bem com um amigo, depois de um tempo aquele amigo não serve mais, irritou com alguma coisa enfim, seu conceito com aquela pessoa já se tranformou em raiva, inimizade, etc. São sintomas do transtorno borderline ou outro tipo de sintoma da dupla personalidade.

    By Dirlene on Nov 22, 2010

  8. As informações são relativamente, incompletas, mas posso adiantar que Transtorno de Borderline ele não tem, talvez ele seja Bipolar, mas precisa de mais dados e avaliar se ele possui pelo menos 6 dos 10 critérios para avaliação e diagnóstico…

    By Leopoldo on Dec 10, 2010

  9. Olá, tenho 30 anos gostaria de saber mais sobre o estado ou síndrome de bordeline, Tenho surto agressivos com quem mais amo, uma irritação constate, tristeza, vazio…
    tenho bom relacionamentos com outras pessoas. Tem horas que tenho um desespero tão grande, aparentemente sem fundamento lógico, que penso em suicídio. por favor me ajudem!!!!!!!

    By sheila on Jan 9, 2011

  10. Você precisa de um tratamento multidisciplinar, incluindo psiquiatra e psicologo, O TPB não tem cura somente controle, mas precisa tomar medicamento e sessões de psicoterapia, que em quase todos os casos são de longa duração.A tendencia de cometer suícidio é bastante grande já que o Border é autodestrutivo e tem uma angustia patológica.

    By Marisa on Feb 9, 2011

  11. Fui diagnosticada com transtorno border aos 19 anos. Estou com 29 e ainda faço tratamento. Mantenho auto-controle sobre algumas coisas como a auto-mutilação, abuso de medicação, tentativa de suicídio. Mas gostaria de saber como alguém pode viver sabendo que possui características tão terríveis. A impressão que tenho quando leio tal coisas é que sou repulsiva, estou delirando quando alguém gosta de mim, ou quando me acho bonita. Que resto de vida me aguarda? Possso ter filhos ou vou estrangula-los na primeira irritação?

    By Marcele Luize on Apr 14, 2011

  12. gostaria de saber se existe site em que pessoas possam conversar sobre esse trastorno borderline

    By ana on May 19, 2011

  13. Bem, eu tenho 18 anos, e desde de os meus 16 anos começei a frequentar um psicológo. Sempre me disseram que tinha depressão, mas de fato não tinha, tenho um transtorno de personalidade borderline. Eu já não sei o que fazer porque não consigo me controlar, e faço sofrer as pessoas mais próximas não faço isso por mal, mas… é uma situação muito complicada!

    By Diana on Jun 8, 2011

  14. Tá eu sou borderline, e daí? só pq nao vivo de acordo com os padrões que nosso “lindo” sistema impõe não sou “normal” eu sou intolerante ou apenas nao correspondo ao que a sociedade julga “correto”? oq eh ser normal afinal para as pessoas? quem pode me responder com exatidão?

    Só sei que nada sei, e assim vivo, procurando a felicidade em pequenos fatos do meu cotidiano , e nunca tive nem tenho intenção de fazer mal a ninguem!Acho q conceitos sempre devem ser revistos então qual o problema em mudar de opiniao com frequencia?

    By Denise on Jun 28, 2011

  15. sou border e estou cada dia mais endividadissima, meus pais ja me ajudaram pagando contas, mais não da, as vezes tenho medo de cometer alguma loucura, borders são repulsivos…

    By Veronica on Jul 24, 2011

  16. Fiz terapia durante muito tempo , tenho todos esses sintomas ,sem tirar e nem por , porem , minha piscoterapeuta nunca mensionou esta questão , isso é normal no tratamento ???

    By Júnia on Aug 16, 2011

  17. Denise, mudar de opinião com frequência e não seguir o “padrão” adotado pela sociedade não é o problema, o problema está em fazer as pessoas à sua volta sofrer.

    By O pai da minha filha tentou estrangulá-la on Aug 23, 2011

  18. Minha ex namorada teve varios sintomas. Ela não suportava ficar so, teve uma epoca que tinha q dormir quase tds dias na casa dela, quando nao dormia ela me ligava demadrugada com insonia, vivia reclamando da falta de afeto do pai e do irmao, o pai nao morava com ela tinha pais separados, era muito possessiva, brigou pra ter minhas senhas de msn e orkut, nao suportava que eu viajasse a trabalho, era muito manipuladora, sempre chorava pra conseguir as coisas, quando a empregada q morava la ha 15 anos aposentou e foi pro interior chorou muito, mas quando a empregada trabalhava la vivia gritando com ela sendo a empregada fazia td pra ela, as vezes ficava muito irritada com coisas triviais, uma vez me xingou muito pq avancei um sinal devagar demadrugada e ela tinha falado pra eu nao fazer isso, depois pedia desculpa e chorava, era muito sedutora, bonita, muito vaidosa, sempre reclamava falta de atençao sendo q eu fazia td pra ela, sempre faltava alguma coisa, quando terminamos, depois me ligava chorando pra dormir la, mesmo como amigos, ela teve tres relacionamentos q foram problematicos antes de mim, um ate deu processo na justiça, era um anjo pras pessoas, muito inteligente.

    By leandro on Aug 31, 2011

  19. Pessoal, o pior disso tudo é o quanto a pessoacom essa sindrome sofre porque apesar se parecer estar sempre no controle, dentro da gente parece não ter ninguém que nos ame verdadeiramente sempre, por isso todos os exageros, e mesmo quando manipulamos é para nosso próprio bem estar…Vamos ajudar a divulgar , procurar médico, remédio, enfim

    By Ana on Dec 26, 2011

  20. Gostaria de saber se existe site em que as pessoas possam conversar sobre esse assunto

    By Keven on Jan 24, 2012

  21. acho que tenho isso pq mim encaixo em todos os sintomas , preciso de ajuda , estou muito confusa e não sei o que fazer ! :(

    By Bruna on Mar 27, 2012

  22. Olá, estou confusa… sempre me relacionei bem com as pessoas,no âmbito da amizade as vezes queria as coisas so meu jeito mas não chegava a ser possesiva..agora sou casada e desde o namoro não sei se sou eu o problema ou o meu companheiro… ele diz que quando uma coisa não me agrada eu faço drama, de fato quando algo dá errado entre nós sinto um desespero grande e choro até passar, choro como se o mundo fosse acabar, mas eu sinto mesmo… e depois me sinto aliviada e penso puxa será que precisava disso tudo? Quando ele me magoa tento me controlar , as vezes consigo mas aas vezes sinto raiva como se ele tivesse feito de propósito e falo coisas sem pensar, mas ele não tem reaçãonão faz nada fica imóvel…depois me ignora… tudo começou assim eu achava que ele ficava estranho de repente, parecia distante, estava tudo bem daqui a pouco sumia não ligava não conversava ficava horas ao meu lado sem dizer nada, então eu comecei com essas reações, ele diz que choro pra chamar a atenção mas as vezes não sei o que fazer pq ele age com muita muita indiferença, tem o olhar distante, mesmo sem que eu tenha feito algo.. as vezes quando vou abraçá-lo ele me repele , me empurra com o corpo, qdo vou beijá-lo não beija fica com a boca dura… mas de repente passa um tempo e ele volta.. eu fico confusa, não sei se sou eu quem o deixa assim ou se ele que tem problema e está me deixando louca…então aí eu entro em desespero pois penso que ele não me ama.. e as vezes eu grito e me bato de raiva.. será que tenho essa sindrome ou estou apenas numa situação de estress, ou será ele que tem problema?

    By julia on May 5, 2012

  23. como conseguir que uma pessoas da familia com todos os sintomas de borderline ir procurar tratamento, pois se recura alegando que nao é louca

    By jose on Nov 6, 2012

  24. tenho mudanças de humor de raiva sensação de abandono rejeição,certo dia fiz um teste na internet e disse que tenho graves indicios
    faço terapia e antes mesmo possuia muito descontrole emocional e dificulda de relacionamento. será que tenho a sindrome?

    By anônimo on Nov 14, 2012

  25. tento suicídio desde os 13 anos, tenho mudanças muito rápidas de humor indo da euforia ao desespero tenho uma necessidade enorme de atenção. Hj tenho 21 anos e não suporto conviver com isso.
    Eu não sei sequer quem sou, por favor me ajudem

    By barbara on Nov 23, 2012

  26. Eu tenho sindrome de boderline.
    disposta a conversas sobre o assunto.

    By Scheila on Nov 28, 2012

  27. Porque tantos pedidos de ajuda e nenhuma recomendação? Será de grande valia, para nos que vivemos com Bordeline, a orinetação para uma cura, se há realmente uma cura para isso.

    By Cláudio on Dec 13, 2012

  28. Oi gente tenho 17 anos desde os 12 fui diagnosticada com esquizofrenia tomo medicamentos mas alguns medico disseram q eu n tenho tal doença,me enquadro em muitos depoimentos anteriores.Me esustei por me encaixar em tantos depoimentos,tento levar uma vida nromal,com amigos e familia pq eles ajudam mt no suporte.Ja tive namorado e tento sempre me distrair.Mas n me sinto bem,com as pessoas sou boa mas atraz sou como descrito manipuladora tenho crises.De todos os depoimentos axo q o a seguir foi o mais pareceido com o meu desde a adolescência ”percebo nela alterações súbitas de humor e extrema capacidade de manipulação. De um ano para cá ela piorou muito, pois está sempre sentindo-se perseguida, vitimada, sozinha, e para manter essa auto-imagem, procura influenciar uma amiga, por quem está afixionada, a crer que eu e minha mãe não damos atenção e carinho a ela. Tem mudanças bruscas de temperamneto quando está no convívio mais íntimo, porém com as pessoas de fora, parece um anjo e nós os malvados… Manipula o marido e tem obcessão por doenças, qualquer espirro dos filhos é motivo para ir ao hospital… Mas ao mesmo tempo, em contrapartida a esse zêlo materno intenso, bate muito nos filhos. E tem a capacidade de argumentar muito e convencer qualquer um das suas “histórias” . Por favor, me ajudem, será que ela se enquadra no transtorno bordeline? E se for esse o caso como convencê-la da necessidade do tratamento?
    Mais uma coisa, quando ela tinha 1 ano e meio ela teve entre a vida e a morte devido a um quadro de encefalite aguda, aparentemente não houveram sequelas, isso pode ter alguma relação com a síndrome?
    Muito obrigada pela ajuda que vocês puderem me dispensar.”
    Gostaria muito de uma ajuda saber mais sobre min ha doença e o q posso fazer sobre ela.

    By Virginia on Jan 7, 2013

  29. Cada vez mais me convenço de que é este o meu problema.Me sinto perdida, as pessoas não me entende e nem me ajudam. Já pesquisei sobre autismo, depresão, transtorno bipolar, toc, esquisofrenia… Mas o que mais se encaixa (feito uma luva) pro meu caso é o limítrofe, quero me curar disso. O pior desse transtorno é você se sentir irreal, inexistente, como se estivesse à margem da realidade, é muito dificil lidar com isso e é muito triste também. Não tem como não ficar depremida! Assim como outros aqui, também preciso de ajuda, alguma saída. Não penso em me matar porque minha religiosidade não permite, mas as vezes tenho vontade de sumir!

    By Ana on Jan 14, 2013

  30. oi tenho 35 anos e acho que tenho algo de errado acontecendo comigo, pois tenho mudanças de humor muita irritabilidade, acho que tudo tem que ser feito da forma que acho certo e que os outros estão errados, e não aceito que me contrariem, e tem horas que eu estou com a corda toda com muita vontade de trabalhar sair fazer coisa, mais isto passa dentre alguns minutos dai já fico triste e sem animo, penso coisas tipo que a vida não tem graça e que não tem nenhum proposito estar aqui, já misturei remedios com alcool e tomei já tomei uma cartela e meia de calmantes com alcool jã tentei cortar os pulsos e penso em sumir me acabar, quando eu era mais nova enfiava agulhas nos braços e cortava os dedos se duvidassem, e sempre faço as coisa querendo que depois me elogiem e se não fizerem me sinto mal e fico com raiva, e o meu namorado não pode me contzrariar em nada pois eu sinto uma vontade horivel de gritar e bater nele, chego até a ranger os dentes de raiva e não tenho paciencia nenhuma, durmo mal me sinto sozinha, acho que todas as pessoas depois de um tempo são falsas e tendo fazer que todas me achem a mocinha se eu achar que estou com razão q pessoa que acho que esta errada o vilão, as vezes de tanto pensar bobagem tipo que o mundo vai acabar ou entro em uma religião e fico fanatica mas depois de um tyempo perde aa graça dai acho outra coisa dai passo a viver aquilo como se fosse realidade e isto me enlouquece, é muita coisa e não sei o que é isto só sei que normal não é e preciso de ajuda já me diagnosticaram como bipolar, depressão, neurose, tomei medicamentos para isto mas sempre da contra eu ão me aguento mais, já teve vezes que fingi desmaio me cortei com cacos de vidro para parecr que tava precisando de ajuda, vezes que de tanta nervosismo, ansiedade chego a ter dor de cabeça e a ficar tonta, e cismo numa pessoa mesmo sem gostar dela fico com medo de ficar sozinha e tenho auto estima baixa mas tem vezes que até me gosto um pouquinho mas também logo passa não gosto de bater fotos minhas pois todas saem feias, e o pior todo mundo tem defeito pra mim as vezes acho que sou recalcada e invejosa e eu não quero mais ser assim, explosiva, irritada, mau humorada tristesem animo e outras coisas o que será isto, sempre que acho alguma saida depois de um tempo começo a desconfiar dela e já acho ruim não sei mais o que fazer me ajude, se eu tivesse um botão me desligava porque por tudo isto nem vontade dee trabalhar tenho fico só em casa sem vontade de nada e nada tem graça mais pra mim é como se eu vivesse só por viver.

    By cátia on Jan 18, 2013

  31. Ontem minha irmã internou-se para se tratar. Já passou por 3 psiquiatras, trata com psicologa há 6 anos… nunca convidaram a família para conversar sobre ela. Minha irmã sempre teve crises histéricas, não gosta de ser contrariada (quem o faz vira seu inimigo por um bom tempo), qdo em crise é extremamente pessimista, se auto mutila (antes era apenas com as unhas agora com o agravamento até com cigarro e objetos pontiagudos), fala de sexo com quem fala de moda (tamanho do membro dos namorados, como é o orgasmo), nenhum dos relacionamentos termina de forma saudável culminando em crises (só passa qdo consegue alguém para iniciar nova relação ou qdo conquista algo diferente). Sempre subestima a todos (é a mais capaz, a mais inteligente, a melhor do mundo). Ofende com a mesma facilidade que diz que ama. Magoa moralmente aos pais e irmãos (eu sou uma retardada, careta pra ela, fora da crise sou uma pessoa centrada, coerente aos olhos dela). graças a Deus ela aceitou a internação. Começou a consumir cocaína. A família tá perplexa. A educação foi igual para todos mas ela é diferente (desde criança). Ainda não foi confirmado ser Boderline. 2 psiquiatras e a psicóloga falaram ser Bipolar com boderline. Já o psiquiatra mais recente a trata como depressiva recorrente e transtorno de personalidade (mas não fala em bordeline). A cada leitura que faço sobre o assunto estou mais convicta que minha irmã é boderline. Já pensei que o quadro agravou de tal forma que parece ser uma esquizofrenia. Ela tem manias de perseguição. Tem pavor de escutar que engordou que é feia… qdo criança lembro que ela tinha apelidos “toco de maroto” por usar botas ortopédicas e sair chutando a todos qdo contrariada). Minha mãe acabou de contar aqui que o parto foi difícil, que ela não nasceu roxa e sim preta, que foi utilizado fórceps. Não tirou fotos dela bebezinha pois mamãe tinha receio de traumatizá-la no futuro. Enfim, minha irmã sabe disso tudo e nas crises culpa minha mãe por estar viva, por minha mãe ter deixado ela nascer… Se alguém puder dar apoio a minha família, eu agradeço de coração.

    By Paula on Jan 24, 2013

  32. algum portador em tratamento da síndrome pode entrar em contato comigo para eu tirar dúvidas? obrigado. meu facebook:
    http://www.facebook.com/fabio.gadelha.58?fref=ts

    By suposto portador da síndrome on Jan 31, 2013

  33. Como ajudar tanto a pessoa que sofre o transtorno como sua vitima, que nao quer admitir viver ao lado do transtornado?

    By Vale minhos on Feb 22, 2013

  34. Acho que sou Boder…
    Porém, quando estou num relacionamento que estou sendo amado, acabo sabotando pra me sentir abandonado…. isso é típico dos boder?

    By Rodrigo on Feb 27, 2013

  35. Já namorei, no mínimo, 21 garotos em apenas 10 anos. Xingo meus pais, irmãos e até mesmo amigos e namorados pelos piores nomes em minha cabeça ou não automaticamente. Odeio andar de transporte público porque só o fato de me tocarem num ônibus me dá uma aversão gigantesca e me deixa de péssimo humor por horas. Odeio tudo que me atrapalha. Moro perto do trabalho e culpo meu pai que me leva todos os dias se eu não chegar a tempo. Isso porque leva 10 min para chegar na empresa. Eu não posso sair mais cedo. Eu preciso extender ao máximo o meu descanso porque também não suporto as pessoas que trabalham comigo e o trabalho burocrático que desempenho. Sou muito exigente com o caráter, educação e comportamento de empregados e colegas. Xingo muito a empregada quando ela não está em casa por coisas que ela pode nem ter cometido, mas quando ela está em casa, demonstro muito afeto. Embora, quando ela discorda de mim, tento suprimí-la. Gostaria de viver num lugar com muito silêncio. Barulhos da rua me incomodam. Tenho vontade de explodir o carro de pessoas que deixam o rádio num volume alto e passam pela minha janela. Sou tão exigente que preciso me segurar para não deletar todas as pessoas de minhas redes socias. Sou extremamente seletivo e, mesmo assim, brigo com as pessoas que passam pelo teste; que se mantém fiéis a mim pelo tempo que conseguem. Mesmo gostando de mim, o simples fato de não terem assunto num dia, me diz que elas não sejam especiais o suficiente ou verdadeiramente úteis e as abandono por achar que não se importam comigo o suficiente para se esforçarem da mesma forma que eu sou capaz de fazer. Mesmo não estando nem um pouco interessado na vida das pessoas, eu tendo a demonstrar interesse para que eu as conforte; valorizando-as. Penso que as pessoas sejam apenas interesseiras e que devo vingar-me delas em algum momento. Prefiro fazer compras na internet para não me stressar com vendedores ou para que nada dê errado no percurso, mas me sinto muito mal pela ansiedade da espera pelo produto. Comprar me conforta. Critico demais a tudo e a todos só para afetá-las quando acho necessário. Pode ser uma compensação por algo que já tenham feito. Quando tentam me agradar, sou repulsivo pelo ódio que me causaram noutras vezes. Não creio que psicoterapia seja interessante porque o contato assíduo com uma pessoa poderá fazer com que eu desenvolva repudia por esta pessoa também.

    By Rafael on Mar 4, 2013

  36. Bom meu relacionamento está acabo eu destruí tudo como sempre faço !
    Eu fiz um teste na internet e deu o numero mais alto e estava lendo os sintomas e não tem nenhum que não de certo comigo ,eu não tenho nenhuma amiga e mal saiu de casa e hoje eu e meu namoro brigamos e terminamos e agora vou ter que ir embora mas pra onde eu vou é ruim pra mim eu tenho uma vontade enorme de morrer eu já tentei suicídio
    mas fui salva a tempo ..
    Eu sempre estrago tudo e afasto as pessoas
    de mim e não sei mais o que fazer por que eu não sou de maior e se eu for passar pelo psiquiatra ou algo assim minha mãe vai ter que saber e eu não moro com ela ,alguém tem algum conselho pra mim ?

    By Bianca on Apr 9, 2013

  37. errei na primeira linha eu quis dizer acabado ****

    By Bianca on Apr 9, 2013

  38. Sou homem e me identifico com alguns sintomas, tenho tido muitos problemas, é normal tb no sexo masculino???

    By Elias on Jul 17, 2013

Post a Comment

Spam protection by WP Captcha-Free