TOC – Transtorno Obsessivo-Compulsivo: Causas e sintomas principais do TOC

Na explicação das causas do transtorno obsessivo-compulsivo TOC, percebemos a influencia multifatorial em sua gênese e manutenção, bem como no desencadeamento.

Veja mais sobre transtorno obsessivo-compulsivo

Veja mais sobre compulsão alimentar

Veja mais sobre distúrbios compulsivos

Veja sobre testes psicológicos

Veja sobre ciúmes doentio

Veja teste para saber se tem ciúmes doentio

Veja sobre tratamento para transtorno obsessivo-compulsivo

Veja sobre pensamentos obsessivos

A compulsão pode se desenvolver a partir de um fator genético não específico. Aprendizagem por experiências observacionais que indiretamente dão origem a desordens obsessiva-compulsivas, que geram e mantém tendências de comportamentos, promovendo uma base para um crescimento das crenças irracionais; depressão reativa, que não é uma condição necessária, mas é um fator importante para gerar e manter obsessões.

Os pacientes com TOC persistem no ritual mesmo que lhes causem sensações desagradáveis, e também admitem que seus comportamentos são irracionais e tentam escondê-los de outras pessoas.

O contexto familiar contribui e influencia, pois a aquisição das obsessões se dá a partir de um ambiente familiar extremamente controlador onde se desenvolvem altos padrões de conduta e moralidade, ocasionando assim, o surgimento de pensamentos e impulsos que se tornam inaceitáveis.

Estes, por sua vez, se tornam mais frequentes e persistentes durante a exposição aos estímulos que o causaram, gerando resistência à habituação. Isso acontece naquelas pessoas sensíveis à sinais de perigo e ameaça, pois são expostas a uma variedade ampla de estímulos, em consequência disso experimentam más idéias, impulsos e pensamentos obsessivos.

Esses pacientes apresentam controle cognitivo deficiente e sua dificuldade não está em remover os pensamentos e imagens, mas na natureza desses pensamentos, pois quanto mais emocionalmente estão perturbados, menos a pessoa consegue controlá-lo, remetendo assim, um senso de desamparo.

A ansiedade sentida durante a obsessão é percebida como um sentimento de culpa e o ritual como uma autopunição.

Quando a pessoa realiza o ritual é como se estivesse se castigando por estar com este pensamento.

A obsessão não sendo aceita de forma alguma por ser tão aversiva, torna necessário maximizar a emissão de respostas de evitação daqueles comportamentos.

A melhor forma que o indivíduo encontra para evitar uma emissão indesejável é a ritualização rígida (cadeia de respostas fortemente estabelecidas de outros comportamentos), que pode ser uma observação constante e permanente do próprio comportamento no nível de funcionamento cognitivo, autonômico e operante, para poder ter certeza de que nada lhe escapará do controle e sairá errado.

A evitação tem como característica impedir a exposição aos estímulos temidos, e das compulsões é cessar, mas ambos apresentam alívio por pouco tempo.

Veja mais sobre transtorno obsessivo-compulsivo, causas do TOC, tratamento para TOC, comportamentos compulsivos, pensamentos obsessivos, rituais compulsivos, idéias obsessivas, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

  1. 5 Responses to “TOC – Transtorno Obsessivo-Compulsivo: Causas e sintomas principais do TOC”

  2. acho que tenho toc, pois tenho uns pensamentos orriveis, e tenho medo deles, pois não vão com meus principios…
    fico assim quando estou mais nervosa, aí os pensamentos maus me atormentam, as cenas na mente,
    é orrivel, já tive isso há um tempo, e ainda tinha sindrome do pânico junto, mais o pânico fiquei praticamente boa,o que me restou foi isso!
    me ajudem…já procurei um pisiquiatra e vou tomar medicamentos!

    By zanza on Feb 26, 2010

  3. Oiie, eu tbm tenhoo, e tomar remedio nao é bom, pq vc se vicia, o remedio pra toc é pior q pra depressao, o jeito é a terapia cognitiva comportamental…

    By jessica on Jun 13, 2010

  4. acho que tambem tenho toc duvidas que saem da mente ja tive obsessoes de varios tipos e agora descobri que se ficar ouvindo a mesma musica que eu gosto varias vezes melhora um pouco e que alguns sons ou palavras desencadeiam minhas obsessões tenho muito medo de tomar remedio por causa dos efeitos colaterais.nao tenho rituais e nao sei se alguem puder me ajudar meu imail e carlos.propaganda@hotmail.com obrigado.

    By carlos on May 7, 2011

  5. eu tenho o toc desde os meus dois anos de idade,mas a doença só foi descoberta aos 22 anos quando entrei em depressão,e não conhecia a doença,procurei médicos pisiquiatras e fui diaguinosticado com a doença.Então comecei o tratamento com remédios e psicoterapia e já estou á quase 8 anos em tratamento,nunca deixei o tratamento,mas á poucos dias meus médicos me deram alta e não sei como vou reagir daqui pra frente,porque eu assistir á um jornal falando sobre esse transtorno de que ele não tem cura,mas tem tratamentos muito eficientes para que a pessoa leve uma vida “normal.Eu por exemplo,levo uma vida normal,mas tenho muita insegurança e tambem faço faculdade de pedagogia e tenho muito medo de apresentar ceminário,mas meu psicologo me garantiu que é sintomas do toc e não fobia social,meu email e vaneilima_10omelhor@hotmail.com ok!obrigado.

    By nivaney on Aug 25, 2011

  6. OI, tenho 18 anos e acho q tenho TOC pois tenho umas manias estranhas!
    Não ando do lado esquerdo do ônibus (quando tem apenas acentos esquerdos livres eu fico em pé)!
    Odeio o N°22, ele me apavora! E não escrevo em hipótese alguma com caneta vermelha!E em relação a números, odeio números impares! E outra mania é ficar contando a cada minuto quantos objetos tem na minha mochila (faço isso sempre e as vezes irrita) tem sempre de ser um número par! Se tiver por exemplo 7 objetos, coloco outro objeto para ficar par! Isso me deixa tranquilo!
    Pois é, acho q preciso de ajuda!!!!!!!

    By Felipe. S on Nov 17, 2011

Post a Comment

Spam protection by WP Captcha-Free