O que faz um Psicólogo Escolar: Funções da Psicologia Escolar

A Psicologia Escolar teve seu surgimento a partir da Psicometria de Galton, desenvolvendo por mais de meio século um conjunto de atividades, onde se destacavam os testes psicológicos e de avaliações de prontidão, organizações de classes e diagnóstico e encaminhamento das crianças problemas (Leite, 1991).

Segundo Leite (1991), naquela época os pesquisadores europeus da área estudavam questões relacionadas com as chamadas diferenças individuais e principalmente aplicando testes psicológicos para identificar o desenvolvimento da inteligência e testes de personalidade.

De acordo com Mansini (1981), na mesma época em que tudo acontecia como novo, surgia também uma forte crítica a respeito dos testes de inteligência e personalidade, pois estes tinham a finalidade de rotular os alunos além de utilizarem uma linguagem incompreensível para os professores.

Segundo Gonçalves (1999) os programas atuais de formação do psicólogo determinam papéis e funções para o Psicólogo Escolar que o mesmo poderá desempenhar em sua atuação tais como:

Psicólogo Escolar como Especialista Educacional – indicado para aplicar conhecimentos psicológicos no que se refere ao processo ensino-aprendizagem e as relações interpessoais na escola.

Psicólogo Escolar no Sistema Educacional – caracterizado por atuar  no nível de macro-sistema educacional, com a função de se mediar os conflitos de natureza social em relação ao sistema de ensino e ao nível de planejamento curricular geral.

Psicólogo Escolar como Consultor – prestador de serviços diretos e indiretos à equipe educacional, orientando os mesmos, programas de apoio nas áreas administrativas e educacionais no processo de ensino aprendizagem.

Psicólogo Escolar como Ergonomista – caracterizado por desenvolver estudos e analisar as influências existentes no ambiente físico e material no processo de ensino-aprendizagem.

Psicólogo Escolar como Ecólogo – desenvolve programas que forneça subsídios para a qualidade de vida e cuidados simples indispensáveis as atividades escolares.

Psicólogo Escolar como Modificador de Comportamento – utiliza-se dos princípios de análise experimental do comportamento, a propósito de alterar comportamentos indesejáveis ou maus adaptados ao contexto escola e desenvolver habilidades requeridas no processo de aquisição de conhecimento e do desenvolvimento humano.

Psicólogo Escolar como Psicometrista – utiliza testes psicológicos e instrumentos semelhantes como um elemento de avaliação, desenvolvendo assim, estudo sobre adaptação e validação de instrumentos necessários ao exercício profissional desenvolvendo novos instrumentos de medida compatíveis com a realidade em que atua.

Psicólogo Escolar como Avaliador – caracterizado em fornecer dados de apoio para o replanejamento e reformulação do plano administrativo para os demais membros da escola, avaliando a eficácia da atuação dos membros da mesma e a eficiência existente nos programas educacionais.

Psicólogo Escolar e a Comunidade – caracterizado pela prestação de serviços assistências aos familiares dos alunos e à coletividade, promovendo assim saúde, higiene e bem estar dos indivíduos, com o objetivo de integrar a comunidade com a escola.

Psicólogo Escolar como Pesquisador – pesquisar dados sobre a realidade da escola em todos os seu aspectos, buscando contribuir para o desenvolvimento dessa área. E um papel que deve ser desenvolvido em paralelo com todos os demais dentro do enfoque de profissional-pesquisador, garantindo assim uma produção de saber científico associado a um fazer profissional. Na prática esses papéis irão depender da realidade e solicitações da instituição, incentivando com ênfase o papel de pesquisador e sua importância.

 

Post a Comment

Spam protection by WP Captcha-Free