Distúrbios do sono: O sono na doença de Parkinson

Na doença de Parkinson, uma das primeiras manifestações é a dificuldade que o

paciente apresenta em iniciar o sono e o aumento dos despertares durante o

sono, com conseqüente redução da eficiência do sono. Observa-se redução dos

estágios 3 e 4 e da fase REM. As alterações do sono decorrem de diversos

fatores, principalmente das modificações neuroquímicas próprias da doença, e

também sofrem influências da bradicinesia, rigidez, movimentos periódicos,

tremores e dos medicamentos utilizados no seu tratamento. O sono também

está prejudicado devido à dificuldade motora na cama, cãibras e dores. O

tremor está associado com os despertares. No início do sono REM se pode

observar blefaroespasmo. Também pode ocorrer distúrbio comportamental do

sono REM, movimentos periódicos dos membros inferiores e mioclonias. Apnéias

podem ser observadas e distúrbios do ritmo circadiano. Também são descritas

redução dos fusos.

Veja mais sobre doenças do sono, sono e lesões encefálicas, distúrbios do sono, insônia, sonolência excessiva, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

Post a Comment

Spam protection by WP Captcha-Free