Dependência Química: O uso da Cocaína e os efeitos psicológicos da cocaína

A Cocaína é uma droga que continua tendo rápida ascensão e propagação entre os usuários de drogas em geral.

Veja também sobre testes psicológicos

Veja também sobre testes de personalidade

Os efeitos físicos, químicos e psicológicos da cocaína são fatores que influenciam na dependência da droga e que varia de pessoa a pessoa.

Os efeitos bioquímicos da cocaína são:

As propriedades primárias da droga bloqueiam a condução de impulsos nas fibras nervosas, quando aplicada externamente, produzindo uma sensação de amortecimento e enregelamento. A droga também é vaso constritor, isto é, contrai os vasos sangüíneos inibindo hemorragias, além de funcionar como anestésico local.

Ingerida ou aspirada, a cocaína age sobre o sistema nervoso periférico, inibindo a reabsorção, pelos nervos, da norepinefrina (uma substância orgânica semelhante à adrenalina). Assim, ela potencializa os efeitos da estimulação dos nervos.

A cocaína é também um estimulante do sistema nervoso central, agindo sobre ele com efeito similar ao das anfetaminas.

A quantidade necessária para provocar uma overdose varia de uma pessoa para outra, e a dose fatal vai de 0,2 a 1,5 gramas de cocaína pura.

A possibilidade de overdose, entretanto, é maior quando a droga é injetada diretamente na corrente sangüínea.

O efeito da cocaína pode levar a um aumento de excitabilidade, ansiedade, elevação da pressão sangüínea, náusea e até mesmo alucinações. Pesquisas mostram os efeitos delirantes e alucinógenos da cocaína e da overdose dessa droga.

Uma característica peculiar da psicose paranóica, resultante do abuso de cocaína, é um tipo de alucinação nas quais formigas, insetos ou cobras imaginárias parecem estar caminhando sobre ou sob a pele do cocainômano.

Embora exista controvérsia, alguns afirmam que os únicos perigos médicos do uso da cocaína são as reações alérgicas fatais e a habilidade da droga em produzir forte dependência psicológica, mas não física.

Por ser uma substância de efeito rápido e intenso, a cocaína estimula o usuário a utilizá-la seguidamente para fugir da profunda depressão que se segue após o seu efeito.

Veja mais sobre uso da cocaína, efeitos da cocaína, conseqüências da cocaína, dependência por cocaína, dependência de drogas, alucinações, delirium, vicio em cocaína, viciado em cocaína, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

  1. One Response to “Dependência Química: O uso da Cocaína e os efeitos psicológicos da cocaína”

  2. quero saber efeitos, consequencias,dependencia,alucinaçoes e vicios em cocaína.

    By solangechagas on Feb 15, 2014

Post a Comment

Spam protection by WP Captcha-Free