Como lidar com a Esquizofrenia: Como é o indivíduo esquizofrênico fora da crise. Como reconhecer a esquizofrenia.

Como tratar e lidar com alguém que sofre de esquizofrenia. Como é a pessoa esquizofrênica fora da crise?

 

Veja mais sobre esquizofrenia

Veja mais sobre esquizofrenia na adolescência

Veja mais sobre transtorno de personalidade esquizóide

Veja sobre distúrbios esquizofrênicos

Veja mais sobre tratamento para esquizofrenia

Veja sobre testes de personalidade

Veja sobre testes psicológicos

A esquizofrenia é uma doença cercada de enigma e mistério. Muitas vezes é marcada por profunda miséria e isolamento, e também por pouco caso e incompreensão da sociedade.

Atualmente busca-se uma maior esclarecimento da sociedade, considerando o prejuízo pelo estigma associado às doenças mentais, as distorções e os preconceitos diversos, que de certa forma fundamentam e mantêm uma atitude de exclusão social com estes pacientes.

É importante saber que o esquizofrênico fora de crise, mostra-se situado, reconhece estar fazendo um tratamento num hospital e sabe desta importância. Reconhece também sua condição de ter ficado com a “mente apagada”.

O indivíduo esquizofrênico fora da crise, durante uma entrevista, é capaz de trazer parte da sua história de vida, situações passadas, perceber-se no contexto atual do hospital e projetar-se para o futuro, fazendo planos para sua vida como qualquer outras pessoa.

O ouvir um indivíduo esquizofrênico, fora de crise, deixando-o falar sobre sua própria vivência possibilita vislumbrar vários aspectos que apontam para uma melhor compreensão deste ser que como todo ser humano é ambíguo, precisa fazer escolhas, tem uma história e vive um particular momento de sua vida.

O relato destas experiências é importante contribuição ao tratamento de indivíduos com esquizofrenia que merecem destaque no contexto da atual proposta em saúde mental.

Estas experiências podem incentivar os grupos de auto-ajuda, bem como associações gerenciadas por pacientes e familiares.

O paciente pode relatar fatos importantes de quando a doença começou, sintomas que percebeu, sinais ou alucinações, fatores estressantes, sintomas físicos, estes relatos podem ajudar a reconhecer em cada caso, situações desencadeantes e fatores relacionais que podem ajudar a prevenir, alertar e indicar formas terapêuticas com melhores resultados no tratamento da esquizofrenia.

Veja mais sobre esquizofrenia, esquizofrenia na adolescência, como tratar a esquizofrenia, como é o esquizofrênico fora da crise, como evitar a crise na esquizofrenia, como ajudar o esquizofrênico, acesse estas categorias no site ou clique nos links desta página.

  1. 32 Responses to “Como lidar com a Esquizofrenia: Como é o indivíduo esquizofrênico fora da crise. Como reconhecer a esquizofrenia.”

  2. Gostaria de saber como lidar com um aluno esquizofrênico em sala de aula, o aluno já é adolescente e está cursando o ensino médio

    By Maria silvania Furtado on Feb 19, 2011

  3. Tenho que preencher um pgdi de uma aluno esquizofrênica e não sei por onde começar.
    Por favor me ajude.
    Desde já agradeço.
    Margarida

    By margarida on Apr 8, 2011

  4. Bom Gostaria de saber a diiferença de esquisofrenia para dupla personalidade! sou leigo sobre o assunto, mais convivo com uma pessoa que parece dividida em dois mundos, um real com comentarios inteligentes e postura exemplar, mais suas atitudes contradizem tudo!

    Alexandre

    By Alexandre on Jul 1, 2011

  5. quero saber como um esquizofrenico lida com a vida depois que sabe dessa doença tão delicada?

    By sanna lisarb da silva on Jan 12, 2012

  6. Gostaria de saber porque o esquisofrênico não respeita as pessoas, responde mal aos parentes próximos, trata mal aos pais, sempre ele quer dá a última palavra, não aceita ser chamado a atenção, tudo tem que ser do jeito dele, mas percebe certas coisas quando quer perceber?

    By MARIA LUCILA on Jan 26, 2012

  7. Gostaria de saber como lidar com uma pessoa esquizofrenica.

    By Maria Grace Oliveira Achutegui on Apr 17, 2012

  8. que tipo de atividades posso fazer para esta ceiança com es quizofrenia,e como trabalhar em sala?

    By angela mirelle on May 1, 2012

  9. Olá gostaria de saber se tem cura para uma pessoa esquizofrenica ate a onde posso afrontar em pedir que ela tem que se tratar .

    By Erica on May 7, 2012

  10. Gostaria de saber como lidar com uma pessoa nas crises de esquizofrênia. Ela fica ouvindo vozes e gritando. Como devo agir nessas horas?

    By Yara on Jun 6, 2012

  11. Sou esquezofrenico e gostaria de saber de um hospital que tenha convenio pelo sus para mim se enternar pois tenho pensamentos de suísidio e tem me dado varios surtos

    By osmar on Oct 5, 2012

  12. quero saber como um esquizofrenico lida com a vida depois que sabe dessa doença tão delicada?

    By catarina on Nov 25, 2012

  13. Osmar, em Belo Horizonte tem o HAL – Hospital Andre Luiz. hospital espirita, que trata pelo Sus, conveio . SE for de outra cidade, sugiro verificar junto ao HAL alguma referencia

    By Patricia on Dec 22, 2012

  14. Minha filha em fevereiro de 2012, teve um surto, dizia estar sendo perseguida, tinha medo de tudo, suava frio e tinha alucinações, inicialmente fui orientada a observá-la pois era a primeira vez que apresentava este problema.Ela faz acompanhamento meurológico. Tem dificuldadeem se socializar, é extremamente dependente de mim,não gosta de ser contrariada , quer ter sempre a razão, reclama de tudo e é insatisfeito com tudo. Como devo preceder com esta situação?

    By IASCARA on Dec 28, 2012

  15. minha filha tem 12 anos, teve uma crise em fevereiro de 2012.Dizia ser vitima de perseguição, teve alucinações, suava frio, não queria sair de casa. Ela faz acompanhamento neurológico e é extremamente insatisfeita,quer sempre ter razão, tem dificuldade de se socializar,não respeita ordens, é extremamente dependente de mim.
    Como posso ajudá-la a entender seus sentimentos,pensamentos e emoções.?

    By iascara de oliveira on Dec 28, 2012

  16. Bom dia! Sou de Santa Bárbara d’Oeste e trabalho em escola estadual (coordenação pedagógica) recebemos nesse ano aluno com diagnóstico de esquizofrenia e TDAH, quais as principais características que ele apresenta? Como saber se o comportamento é pela doença, pela adolescência ou simplesmente por indisciplina/desinteresse? Qual a postura que os educadores devem assumir frente a esse aluno? O aluno tem 15 anos e logo nos primeiros dias já apresentou comportamento estranho,ora conturbando a sala, ora fora dessa subindo em árvores, fugindo do contato com inspetores ou professores. Precisamos de ajuda. Obrigada
    Magda

    By Magda on Feb 6, 2013

  17. gente vou explicar por experiencia própria e talvez eu possa ser criticado mais a reposta de algumas perguntas.
    De o porque o esquizofrênico grita com todo mundo: É porque ou na vida dele ele levou estes tantos gritos e esta sufocado ou por outra parte é que não o deixam falar, e ele precisa ser escultado. E por causa disto tudo ele ainda esculta as mesmas reclamações com as mesmas vozes conhecidas falando para ele sem parar, e ele sem poder falar nada.Ou ainda parte da personalidade dele e junção disso tudo.
    Os esquizofrênicos são pessoas totalmente solitárias sofrem humilhações fora e dentro de casa,e piora muito quando ele tem algum problema os seus parentes não tem tempo para esculta-ló e quando ele dá sinais de que está doente e doença evolui a sua mãe, pai, não o ajuda e não o compreende e ninguém pelo visto.
    E essa doença e ocasionada por uma forte frustração. E quanto responder mal aos parentes isso varia de pessoa para pessoa independente de ser esquizofrênico. E evidente que o esquizofrênico não quer e nem precisa falar a ultima palavra e nem o deixam falar a primeira imagine a ultima. E quando ele não fala ele pode ser do tipo de pessoa normal que vive engolindo sapo de tudo e quando ele guarda chega um tempo que ele não consegue mais reter e explode.
    E quanto a atenção talvez ele compartilhe a casa com muitas pessoas e ele por suposição possa ser o filho do meio e sua mãe ou pai cobre mais dele e aí?
    E eu por experiência própria conheço pessoas que são assim: não respeita as pessoas, responde mal aos parentes próximos, trata mal aos pais, sempre ele quer dá a última palavra, não aceita ser chamado a atenção, tudo tem que ser do jeito dele, e nem são esquizofrênicas.
    E em relação a cura só Jesus. Mais em consulta com o psiquiatra no começo são receitado dois ou mais (mais conheço dois com os nome de risperidona e neozine), remédios dependo das fases esquizofrênica. Como posso ajudá-la a entender seus sentimentos,pensamentos e emoções? As vezes o esquizofrênicos não precisa que você necessariamente fale, ele só precisa que você o compreenda e o esculte.O silencio as vezes ajuda mais não o ignore não o coloque em segundo plano vendo coisas do tipo tv e filmes.
    ele se sente só fique ao lado dele ele, talvez ele esculte demais e precisa que você o esculte sem o atropelar ,de vez a ele. É bom ter ajuda psicológica mais nada ira substituir o carinho que você tem por ele diga que quer entende-ló não diga que o entende sem entender de verdade,pergunte novamente se não entendeu O QUE ELE FALOU, mais não deixe de ser mãe, talvez ele também PRECISE de uma pessoa forte ao lado dele e não repressora. QUANDO reclamar se ele fizer algo errado fale uma vez e pergunte se ele entendeu e mande o fazer o certo seja firme como toda mãe deve ser se o fizer certo se não faça. Talvez você tenha outros filhos e não cobre mais dos outros como você cobra dele e ela fica com raiva por causa do timbre de voz com que ele é tratada e os outros não. E em relação a socialização talvez ou ela é agressivo ou ele é tímida demais ou são os outros que realmente não querem ele mesmo e essa rejeição piora. Pergunte saber na escola se ele vai como ele é na sala e tenha paciência com ele. E em relação a dependência ou a mãe não confia nele e ele sente e isso o prejudica, talvez você precise exercitar a confiança para ele crescer…

    By rr on Feb 13, 2013

  18. Gostei muito de sua postagem tenho uma filha com esse problema, ela faz tratamento com um psiquiatra mas as crises estão cada vez mais frequentes estou perdendo o controle pois tb estou ficando muito nervosa já não sei mais como ajuda-la obrigada!

    By Joceli on Mar 26, 2013

  19. Olá,eu gostaria de saber se esta doença pode estar relacionada a um passado sofrido ou se simplesmente aparece.ela pode passar de pai para filho.minha mae tem esta doença tem atitudes muito estranhas,e muitas vezes eu sinto muita raiva de tudo e de todos tenho muito medo de mais tarde com a idade eu acabar como ela.oque posso fazer para evitar essa doença?

    By carolina on Apr 5, 2013

  20. Olá , tenho uma tia que esta com mania de perseguição, ela tem esquizofrenia,ela toma remédios pra essa doença mais ela diz que não tem nada que não precisa de medicação, e eu gostaria de saber como contar e explicar pra ela que ela tem essa doença… Obrigada..

    By Renata on Sep 22, 2013

  21. Meu esposo é esquizofrênico…já tentou me matar,vivo me xingando,humilhando e maltratando meus filhos.diz que quero destruí-lo,que estou agindo nas costas dele.mais por outro lado convive normalmente com pessoas de fora como no trabalho e amigos e na igreja que frequentamos.As pessoas ñ percebem nada de anormal nele pois sempre é educado e atencioso com as pessoas.ñ sei mais o que fazer pra ajuda-lo pois ele ñ quer aceitar que esta doente e ñ quer fazer o tratamento com os remedios.como devo agir com ele?obrigada

    By patricia on Oct 1, 2013

  22. descobri ontem que meu sobrinho está com esquizofrenia e não sei como ajudá-lo ele me pediu pra que eu não falasse a ninguem da família e carregou esse fardo sozinho até ontem e pelo facebook ele desabafou comigo por isso peço ajuda. Quero muito ajudá-lo sem trair a confiança dele.Me ajude por favor! Obrigada!

    By Máury Souza on Oct 23, 2013

  23. tenho um aluno esquizofrênico que esta constantemente em crise como posso ajudar

    By rejane G. S. on Apr 10, 2014

  24. olá, tenho uma amiga que tem um filho com esquizofrenia, ele já tem 19 anos, sempre foi violento mas nos ultimos empos tem se tornado insustentável pois ja entou matar a mãe algumas vezes e se recusa em tomas as medicações que foram preescritas pelo medico. A mãe não tem recursos financeiros para pagar uma clinica psiquiatrica particular e sabemos a difculdade de se conseguir uma vaga em hospitais como esses no setor publico. Estou muito preocupada pois a mãe alem de não ter condições fnanceiras para o tratamento também não tem o apoio da familia e a mesma não consegue trabalhar pois tem que toar conta do filho. Por favor nos de uma direção do que ou onde essa mãe pode procurar ajuda.
    Att

    By Jessica Reis on May 22, 2014

  25. OLA POR FAVOR ALGUEM PODE ME AJUDAR , MINHA ESPOSA É ESQUIZOFRÊNICA , E EU NAO SEI COMO LIDAR NAO QUER TOMAR REMEDIOS ELA NAO ACEITA MÉDICO , NÃO SEI SE DEVO FICAR FALANDO PRA ELA O TEMPO TODO O QUE ELA TEM ATÉ ELA ACEITAR. POR FAVOR QUEM PUDER ME AJUDAR ENTE EM CONTATO COMIGO NO MEU FACE OU E-MAIL:

    FACE: CLAUDINO CAVALCANTI SILVA

    E-MAIL: ccavalcanti4348@itelefonica.com.br

    By claudino cavalcanti silva on Jun 21, 2014

  26. Gostaria de saber porque o esquizofrênico não respeita as pessoas, responde mal aos parentes e pessoas próximos, trata mal aos pais, sempre ele quer dá a última palavra, não aceita ser chamado a atenção, tudo tem que ser do jeito dele, mas percebe certas coisas quando quer perceber?

    By Jemima on Jun 25, 2014

  27. Gostaria de Saber como posso ter certeza se uma pessoa é esquizofrênica?
    E como devo proceder?

    By Jemima on Jun 25, 2014

  28. Descobri a pouco tempo que tive a grande sorte de nascer com essa doença, tento ver os lados positivos sempre, quando descobri foi um mar de ondas ruins, mas em pouco tempo já fui querer me lidar bem com tudo isso, saber ter o controle e ter em mente que está tudo na minha cabeça, vejo minha doença como uma meta para ser melhor a cada dia, e superar minhas neuras, eu me isolo muito, tenho muitos pensamentos suicidas, porem depois que tive conhecimento da minha doença, consegui ter um controle de todas as vozes em minha mente, porem tem uma coisa que ainda quero trabalhar bem que é evitar conversar sozinha, pois tenho costume de xingar as vozes… Desenvolvi a doença ainda na infancia

    By T.F. on Aug 25, 2014

  29. como lidar com o meu filho?! falar com ele, não falar, ele isola-se, não sei como reagir, tento falar com ele com calma, mas muitas vezes essa calma “perde-se” e lá vai a discução, que fazer !!???

    By Isabel Maria on Feb 9, 2015

  30. eu tenho uma filha de 28 anos ela não nasceu esquizofrênicA..ADQUIRIU ESSA DOENÇA AOS 17 ANOS DEPOIS DA MORTE DO PAI..ELA JTEM SURTOS FREQUENTES ..NÃO ACEITA A DOENÇA..MAIS TEM TODOS OS SINTOMAS..FAZ TRATAMENTO NO CAPS..MAS VIVE SENDO ENTERNADA PRQ CADA SURTO É PIOR QUE O OUTRO..NÃO SEI MAIS LHE DAR COM ELA PRQ ELA ME ENFRENTA..FALA PALAVRAS OFENSIVAS E ME DISTRATA DEMAIS..NÃO ACEITA QUE EU DÔ A MEDICAÇÃO E NEM QUER TOMAR.. JÁ ESTÁ NA DOSE DE 425.GRAMAS DE CLOZAPINA….PRQ TODOS OS PSICOTRÓPICOS QUE TOMOU NÃO SURTIU EFEITOS..ELA ESTÁ INTERNADA Á 10 DIAS..NAS VISITASD QUE FAÇO Á ELA NEM OLHA PRA MIM..SÓ DIZ QUE QUER VIM EMBORA ,,PARECE QUE O ÓDIO DELA POR MIM AUMENTA.QUANDO ELA É INTERNADA..EU GOSTARIA POR FAVOR QUE ALGUÉM ME AJUDASSE NESSA SITUAÇÃO..CONFESSO QUE NÃO TENHO MAIS ESTRUTURAS PRA LHE DAR COM TUDO ISSO.AINDA MAIS SABENDO QUE ELA TEM SÓ Á MIM NO MUNDO..E EU NEM TENHO COM QUEM DIVIDIR ESSA SITUAÇÃO..AGUARDO DE VCS ALGUMA AJUDA..DE COMO LHEDAR COM ISSO..COMO NÃO DEBATER COM ELA..COMO SABWE LHE DAR COM ELA..??????

    By Dora on Mar 20, 2015

  31. Tenho um irmão, Richard, esquizofrênico que foi diagnosticado somente após os 40 anos. Meu outro irmão, Daniel, já ficou doente a cerca de 20 anos atrás, mas sinceramente não sei afirmar o que ele teve porque ele se tratou com vários psiquiatras e psicólogos e cada um dava um diagnóstico diferente; de depressão, passando por bipolaridade e chegando à esquizofrenia, também. Ele ficou doentes por uns 5 anos e na época achamos que ele se tornaria andarilho e mendigo, pois tinha várias recaídas. Em um dos tratamentos ele respondeu bem e começou a melhor, sei que nesta fase ele tomou carbonato de lítio. Hoje ele vive bem e sem tomar qualquer medicação (ele nunca gostou de tomar remédio). Temos também um primo de primeiro grau, francês, cujo pai é médico, sempre viveram na França e esse primo foi diagnostico esquizofrênico na adolescência e vive internado desde então a cerca de 40 anos. Este primo tentou inclusive assinar os pais. Minha mãe era depressiva e tentou suicídio duas vezes. Meus dois irmãos também já tentaram suicídio. Peço ajuda de como lidar com o Richard, pois ele já está doente a uns 7 anos, durante este período trabalhou algum tempo, já ficou afastado pelo INSS, mas se deixar por conta dele ele só fica assistindo TV. Ele usa Zipracidona, que felizmente, é fornecida pela prefeitura. Às acho até que a doença é fingimento… ele sempre adorou tomar medicamento. Outras vezes sinto pena e fico pensando se ele vai ficar assim o resto da vida. Já conversei, obriguei que ele trabalhasse, mas não sei que rumo tomar. Quero vê-lo bem. Nos próximos dias ele faz 50 anos e acho que ele pode recomeçar, mas não vejo ele ter vontade de nada e esta sua apatia me faz muito mal a ponto de eu não gostar de estar na minha casa, pois ele está morando do conosco a 6 anos, porque não consigo entender como uma pessoa que diz saber que não está numa boa situação e não faz nada para melhor, mesmo quando tantos se oferecem para ajudá-lo, mas se ele não quer, sei que não adianta. Peço orientação. Socorro mesmo. Suzana.

    By suzana on Jul 9, 2015

  32. Tenho uma irmã de 55 anos, nasceu com um trauma de parto, uma lesão no celebre no momento do parto. Aos três anos de idade minha começou a perceber que o desenvolvimento escolar e em relação ao irmão um ano mais novo, estaria ficando para trás, portanto, desde então, meus pais e nós, três irmãos homens convivemos com ela.
    Meu pai, faleceu à dois anos, ela o tinha como o maior amigo e companheiro, ela tinha a vida inteira a seu disposição. Hoje ela mora na mesma casa, que o pai determinou que fosse dela, junto com a mãe e contiguo, um irmão com sua esposa e uma filhinha. Sou o mais novo, mas me preocupo com futuro, pois percebo que minha mãe está cansada, com o convívio diário e cansativo. Damos atenção para as duas de maneira que frequentam nossas casas, rotineiramente. Gostaria de estar preparado para um dia for necessário, eu pudesse recebe-la de forma natural. Como posso me preparar??????

    By Giovani on Aug 3, 2015

  33. bom dia, estou desesperada..há mais ou menos um ano meu namorado começou a ter crises que a princípio achei que era depressão…desde essa época ele já terminou comigo várias vezes dizendo que não me fazia bem….ele não me deixa procurá-lo ou me fornece qualquer informação sobre o que ele está passando, ele me disse uma vez que tinha depressão mas desconfio que seja esquizofrenia, ele está internado no momento mas não quer que eu o veja assim….terminou comigo novamente porque fala que não quer se tratar sem pensar que tem alguém esperando que ele fique bom logo…não sei o que fazer…ele não me deixa ajudar, quer fazer tudo sozinho e não tenho como ir até ele porque não me diz onde está, nem onde mora atualmente…não tem família, todos morreram, pais e irmãos…é um brilhante profissional quando consegue trabalhar…mas na vida pessoal é um fracasso, totalmente isolado….não me deixa chegar perto…quer resolver tudo sozinho..por favor, como posso ajudar de longe??

    By Josiane on Aug 18, 2015

Post a Comment

Spam protection by WP Captcha-Free